25 comandantes dos bombeiros contra nomeação

Publicidade

Augusto Leite será o 2º comandante operacional distrital.

Os 25 comandantes de bombeiros do distrito de Aveiro reuniram de emergência, ontem à noite, para decidir medidas a tomar tendo em vista impedir a nomeação de Augusto Vidal Leite para segundo comandante operacional distrital (CODIS).

Augusto Vidal Leite, de 32 anos, tem o posto de terceira classe – a mais baixa da classe de bombeiros – na corporação da Murtosa. É presidente da concelhia do PS da Murtosa e, segundo várias fontes contactadas pelo CM, a sua nomeação é vista como política.

Apesar de ter uma pós-graduação em Gestão de Emergência e Socorro, os comandantes das 25 corporações do distrito dizem que Augusto Leite não tem o currículo obrigatório por lei, nem um percurso nos bombeiros ou Proteção Civil, que lhe permita desempenhar o cargo. “Não tem o curso de comando e, por isso, não lhe reconhecemos competências, nem conhecimentos, para comandar bombeiros em situações de emergência”, explicou ao CM um dos comandantes. Augusto Vidal Leite é bombeiro de 3ª classe desde 2009.

A partir de então, passou duas vezes ao quadro de reserva dos bombeiros da Murtosa por não cumprir os serviços mínimos. Por duas vezes, pediu a inatividade temporária.

O objetivo desta reunião – que à hora do fecho desta edição ainda decorria – dos comandantes é redigir um documento para entregar ao secretário de Estado da Administração Interna e, assim, tentar travar a nomeação. O CM tentou falar com Augusto Vidal Leite, mas sem sucesso.

Fonte: Correio da Manhã

por Francisco Manuel

Commentários

Commentários