GRUATAS Não Chegam a Todo o Lado

Publicidade
Publicidade

Os Números da Diretiva Operacional Nacional (DON) que regula o funcionamento do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) 2017 parecem estar comprometidos.

Fonte próxima da Protecção Civil, garantiu ao BPS que

“alguns Distritos não irão constituir Grupos de Reforço para Ataque Ampliado (GRUATA).”

Os motivos elencados são bastante diversificados, mas o principal prende-se com o facto dos corpos de bombeiros não quererem assumir o compromisso de disponibilizar meios humanos e materiais nas condições previstas e pelos valores que a diretiva financeira contempla.

Para já, os Distritos que estão na calha para não efetivarem a constituição do GRUATA são os de Coimbra, Leiria e Santarém.

 

Segundo o BPS apurou, existem mais Distritos que ainda estão a ponderar se devem aprontam estes grupos.

Commentários

Commentários