Mulher Fingiu Ser Bombeira

Publicidade
Publicidade

Uma mulher de 21 anos está a ser acusada de usurpação de funções depois de se ter feito passar por bombeira da corporação de Valadares.

Tudo começou na segunda-feira, um dia depois de dois jovens terem desaparecido no mar de Espinho. A jovem apresentou-se fardada junto dos elementos que levam a cabo as buscas, afirmando ser um elemento da corporação dos Bombeiros Voluntários de Valadares.

Ao início ninguém desconfiou. “Normalmente vê-se uma pessoa fardada e não se desconfia”, disse ao Noticias ao Minuto Miguel Pimentel, oficial de 2ª classe dos bombeiros de Valadares.

Mas o “discurso incoerente” que a jovem foi apresentando e o facto de o seu nome não ser conhecido entre os restantes elementos da corporação levantou suspeitas.

E assim, na quinta-feira, Miguel Pimentel deslocou-se ao local das buscas e confrontou a jovem. Mariana Carvalho acabou por confessar não ser bombeira, explicando que um dos jovens desaparecidos é o seu namorado, razão pela qual queria acompanhar as buscas de perto, mas, garantiu o oficial de 2ª classe, ela “nunca atrapalhou o trabalho operacional”.

Mariana foi identificada pela Polícia Marítima e a corporação de Valadares apresentou queixa contra ela na PSP pelo crime de usurpação de funções.

“Nunca tinha visto um caso assim”, disse Miguel Pimentel.

In Noticias ao Minuto

Commentários

Commentários