Brigadas Anti-Incêndios Já Receberam Formação

Publicidade
Publicidade

Já está no terreno a iniciativa da Câmara de Vieira do Minho de contratação de munícipes em situação de desemprego para constituírem brigadas de prevenção, vigilância e auxílio no combate a incêndios florestais. A formação teve lugar na última semana, nas instalações dos Bombeiros de Vieira do Minho, sob orientação do comandante operacional municipal, Rui Pedro Machado, e de Nelson Rodrigues, engenheiro florestal.

A autarquia prevê um investimento de cerca de 30 mil euros para estas equipas e recorreu, tal como no ano passado, à contratação de desempregados residentes no concelho.

As brigadas começam a atuar neste mês de julho e terminam em setembro. Os munícipes juntam-se assim às entidades da Proteção Civil que estão no terreno para combater os fogos durante o período mais crítico do verão. “Esta medida, além de ocupar pessoas que estão no desemprego, constitui uma grande ajuda na prevenção e no combate aos incêndios florestais”, garantiu já António Cardoso, edil de Vieira do Minho.

A formação serve assim para que as pessoas estejam aptas não só a fazer a vigilância mas, caso seja necessário, a combater as chamas que se encontrem numa fase inicial.

Os desempregados que fazem parte das brigadas de combate vão ter a remuneração de trabalho e poderão ainda receber horas extra, referentes a eventuais participações nesse combate aos incêndios. Assim, a autarquia, além de ‘contratar’ pessoas da terra, ajudando nos orçamentos de diversas famílias, consegue também uma forma de proteger o concelho do flagelo dos fogos.

Fonte: CM|Ana Silva Monteiro

Commentários

Commentários