Opinião: Do “Ano Que Ia Ser” Ao Pior de Sempre…

Publicidade
Publicidade

Este ano é que ia ser!

Um certo senhor dizia que o principal objectivo para este ano seria de 0 (zero) vítimas como se sabe, o número lamentavelmente e tragicamente, foi desgraçadamente superado.

Depois os Bombeiros iriam ser rendidos a Viana e a Vila Real de comboio porque não se queria ver por aí um vai e vem de ABTM e de veículos nas estradas. Como se não bastasse, descobriu-se que os Bombeiros Voluntários afinal eram amadores e ganhavam como licenciados mas agora são a “espinha dorsal da proteção civil”. Também iria haver uma ração de combate para 24h de forma a alimentar os Bombeiros e quando não se vê arroz com batatas e 2 pasteis de bacalhau, vê-se arroz branco com 3 rissóis. E a moda da água e das barritas energéticas vingou… ainda se disse que o senhor CONAC foi infeliz ao assumir que incêndios com a fúria de Pedrogão se poderiam repetir, nada se diz quando o senhor Primeiro Ministro o repete.

Afinal o senhor CONAC não é infeliz, é um operacional consciente que está bem amordaçado.

Mas este ano é que ia ser! E está a ser! Uma desgraça sem precedentes onde a vergonha não se vê na cara destes políticos irresponsáveis. Ainda bem que disseram que o dispositivo era o adequado.

Já agora quem deu a ordem para que o Sr. CONAC que conhece o Distrito de Castelo Branco como a palma das suas mãos, não assumisse o Comando deste incêndio que (ainda) “só” queimou 30 mil hectares?!? 


Mas tudo gira no sentido das palavras de políticas piolhosas, de protagonismo barato, de desaire, de desculpas esfarrapadas “ai que Deus que o avião não caiu” mas o helicóptero “fez uma aterragem de emergência.” 


Ainda bem que os Bombeiros deste país vão tendo força anímica para aturar estas merdas…

Luís Rock

Commentários

Commentários