Seminário de Jornalistas da ANBP

Publicidade
Publicidade

O Padrão dos Descobrimentos voltou a receber o Seminário de Jornalistas, um evento da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais no âmbito Jornadas de Prevenção e Segurança na Floresta de Betão. O encontro deste ano, que decorreu no dia 22 de novembro, teve como tema “Jornalistas e Bombeiros: o desafio da comunicação em cenário de incêndios florestais”.

Três jornalistas, Miguel Ângelo Marques da SIC, José António Pereira da RTP, Diogo Carreira da CMTV, e um fotojornalista, Paulo Novais da Agência Lusa, foram os oradores deste seminário moderado pela jornalista Cátia Godinho do Alto Risco. Cada um deles esteve presente nos incêndios que este ano causaram a morte de mais de 100 pessoas e destruíram mais de 500 mil hectares de floresta. Miguel Ângelo Marques não deixou de referir que o Pinhal Interior estava apenas à espera de uma faísca para pegar a arder, algo que ele já tinha referido no seminário do ano passado, em que participou.

Em tom de concordância, os jornalistas referiram que a mensagem mais importante é que, de facto, há falta de informação vinda da estrutura operacional que está em cenário de incêndios, dificultando assim o trabalho dos próprios jornalistas e comprometendo a informação que as pessoas vão receber em suas casas; informação que muitas vezes pode vir a salvar vidas.

O apelo deixado é que se trabalhe num estreitamento da relação entre os jornalistas e os bombeiros para que os dois lados possam fazer o seu trabalho, sem causar qualquer entrave ou embaraço. A oportunidade de se realizarem formações conjuntas com estes profissionais foi uma das soluções sugeridas para melhorar o panorama atual e evitar assim novas “leis da rolha”.

Commentários

Commentários