Mensagens Falsas Fazem LBP Alertar os Bombeiros

Publicidade
A Liga enviou ontem às corporações de Bombeiros um comunicado onde alertavam “todos os dirigentes das federações, associações e comandos de corpos de bombeiros para a nossa mensagem anterior, em torno do que consideramos uma situação inadmissível, ofensiva para a Liga dos Bombeiros Portugueses e todas as suas associadas.”
A Liga acrescenta ainda que as dita comunicação trata “de dar conhecimento de mensagens falsas elaboradas de modo a fazer crer terem sido emitidas a partir de um endereço electrónico da LBP, o que é falso.”
A LBP termina dizendo que “não pode deixar de repudiar, não só essa prática, mas também os objectivos divisionistas que se pretendem alcançar através dela.”
A mensagem enviada
Foi por email que chegou a comunicação que levou a LBP a reagir através de um email criado para o efeito opiniao.lbp@gmail.com
Transcrevemos na integra o email:
Publicidade

Dia 27JAN18, sábado, pelas 12h30m, irá realizar-se um encontro de Comandantes de Corpos de Bombeiros, oriundos de todos os Distritos, na localidade de Fátima.

Este é o segundo encontro, sobre o tema: “Pelos Bombeiros…Pela Verdade…”, onde os Comandantes dos Corpos de Bombeiros abordarão as várias temáticas do sector, sem esquecer a análise do ano transato, bem como, as perspetivas para o ano que agora começa, que, ao que se sabe, nada abona a favor dos Bombeiros de Portugal, tendo por base todas as notícias vinculadas, além dos documentos oficiais conhecidos, onde não se encontra mencionado qualquer tipo de investimento relevante para o sector.

Um outro tema, que está na base da preocupação dos Comandantes, é a forma como os Bombeiros, na sua grande maioria, voluntários, não são estimulados e permanecer nos Corpos de Bombeiros, uma vez que, a ausência de incentivos aos voluntários é notória e permanente, ao longo dos anos, onde se destaca o valor pago pela participação no DECIF, atrasos nos pagamentos, entre outras questões, como o tempo de contagem de serviço e sua majoração para efeitos de reforma, a formação disponibilizada pela ENB, sem esquecer do programa de instalações de EIP´s, que esteve parado durante vários anos, sendo que, agora retomado, não vais chegar a todos os Corpos de Bombeiros, criando aqui um tratamento deferencial provocado pela tutela, uma vez que, não existem apenas 308 Corpos de Bombeiros no País.

Commentários

Commentários