Sapadores de Coimbra Fizeram Greve

Publicidade

Os Bombeiros Sapadores de Coimbra estiveram em greve entre  as 9h00 do dia 11 Abril e  as 21h00 do 13 de Abril. A paralisação contou com uma adesão de 100 % por cento em três turnos e 95% num quarto turno. Durante o período de greve estiveram, por turno, 25 elementos de serviço, ou seja, mais 3 do que num turno habitual.

Na origem desta greve está o descontentamento generalizado dos Bombeiros Sapadores de Coimbra. Em causa está a falta de efectivos, na medida em que o corpo de bombeiros não integra novos bombeiros desde o ano de 2003, tendo actualmente 93 elementos, quando deveria contar com 167.

A esta situação acrescenta-se a ausência de chefias no corpo de bombeiros, em virtude do congelamento das promoções de carreira, sendo actualmente o posto mais graduado preenchido por oito subchefes  principais, quando devia haver mais três postos acima.

A falta de progressão de carreira, a falta de formação, a falta de equipamentos de protecção individual, a falta de uniformização do equipamento e a falta de manutenção de equipamentos e viaturas são também alvo da preocupação dos Bombeiros Sapadores de Coimbra.

Commentários

Commentários