Bombeiros de Ponta Delgada Estão Dispostos a Desistir das Acções em Tribunal se For Celebrado AE

Sérgio Carvalho Presidente Sindicato Nacional de Bombeiros Profisisonais
Publicidade

Bombeiros de Ponta Delgada estão dispostos a desistir das acções em Tribunal … caso a Direcção da Corporação esteja disponível para celebrar um Acordo de Empresa.
E desistem do pagamento de 1 milhão e meio de euros de horas extraordinárias em atraso.

“Os bombeiros de Ponta Delgada, que reclamam em Tribunal o pagamento de horas extraordinárias, rejeitam ser o “bode expiatório” de um processo em que, dizem, são vítimas de actos de má gestão.
O Presidente do Sindicato Nacional de Bombeiros põe “o dedo na ferida”: o anterior comandante, que era voluntário, “recebia 1.700 euros” … “os 80 e tal mil euros pagos de honorários ao advogado que defendia a Associação… isso não é culpa dos bombeiros”.
Sérgio Carvalho está em Ponta Delgada para acompanhar os processos que decorrem no Tribunal do Trabalho…Mas as portas ao diálogo não estão fechadas, diz o Presidente do Sindicato:”a porta está aberta até ao último minuto… até à decisão do juiz”.

Os Bombeiros dos Açores reivindicam um Acordo de Empresa, que dignifique a Classe e honre a missão que desempenham, alerta o sindicalista.
Nos Açores, os ordenados dos bombeiros variam entre o ordenado mínimo e os cerca de mil euros, dependendo dos anos de serviço.

Fonte: ANTENA 1- Carmen Ventura

Commentários

Commentários