Judiciária Faz Buscas nos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz

Em causa está uma bolsa de horas ilegal para suportar pagamentos irregulares aos funcionários e trabalho feito por voluntários sem formação. Presidente da direção recusa “quaisquer ilegalidades”

Publicidade

Polícia Judiciária (PJ) está a realizar esta segunda-feira buscas no quartel dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, num processo que investiga a existência de acréscimos de trabalho forçados, perseguições e uma bolsa de horas ilegal para suportar pagamentos irregulares aos funcionários. Os voluntários serão obrigados a trabalhar, escalados sem autorização para prestar serviço remunerado à corporação, mesmo que não tenham formação. Quem não cumprir é afastado e vê os registos de assiduidade falsificados.

A operação da PJ foi desencadeada na manhã desta segunda-feira, depois de uma denúncia que deu conta da existência de escalas de serviço diárias, como se fossem trabalho “voluntário”, que é remunerado através de uma bolsa de disponibilidades. Todos os voluntários têm de trabalhar 36 horas por mês, mesmo os que não têm formação, como acontece nas ambulâncias de socorro, tripuladas por elementos sem habilitação válida. O caso está ainda a ser alvo de averiguações por parte da Autoridade Nacional de Proteção Civil, entidade que tutela os bombeiros, e pela Autoridade para as Condições de Trabalho.

Leia mais aqui !

Jornal Expresso

Commentários

Commentários