Irmã de Kim diz que suspeitas sobre satélite espião são ‘latidos de cachorros’

A poderosa irmã do líder norte-coreano, Kim Jong Un, negou na terça-feira avaliações externas que lançam dúvidas sobre o desenvolvimento de seu satélite espião e outras capacidades militares, chamando-as de “depreciação maliciosa” e “cães latindo”.

A Coreia do Norte afirmou anteriormente que o lançamento do míssil de domingo foi um teste de seu primeiro satélite de reconhecimento militar, e na segunda-feira a mídia estatal divulgou duas imagens de baixa resolução de cidades sul-coreanas vistas do espaço.

Alguns especialistas civis na Coreia do Sul e em outros lugares disseram que as imagens eram muito grosseiras para fins de vigilância e que os lançamentos provavelmente eram uma cobertura para a tecnologia de mísseis norte-coreana. Os militares sul-coreanos confirmaram que a Coreia do Norte lançou dois mísseis balísticos de médio alcance.

“Eles não achavam que suas avaliações eram tão inapropriadas e descuidadas porque comentaram sobre nossa capacidade de desenvolvimento de satélites e preparativos relacionados apenas com duas fotos que publicamos em nosso jornal”, disse Kim Yo Jong, um alto funcionário do Partido dos Trabalhadores, em uma declaração veiculada pela mídia estatal.

Ele descreveu os comentários dos especialistas sul-coreanos sobre as imagens de satélite como “ilógicos”, “pejorativos maliciosos” e “latidos de cachorro”.

Kim Yo Jong disse que o satélite experimental que foi lançado carrega uma câmera comercial porque não há razão para usar uma câmera cara de alta resolução para um teste único. Ele disse que a Coreia do Norte usou dois mísseis desatualizados como veículos de lançamento espacial – um para testar o rastreamento e receber sinais e o outro para obter imagens de satélite e outros testes.

Se quisermos desenvolver um ICBM, basta lançá-lo. Kim Yo Jong disse: “Não estamos usando um satélite para conduzir um teste de míssil de longo alcance convincente, onde fantoches sul-coreanos afirmam influenciar a opinião pública.”

READ  Polícia faz batida violenta na Universidade de Lima e fecha Machu Picchu em meio à agitação peruana | Peru

Kim, cujo cargo oficial é vice-diretora de departamento do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores, é considerada a autoridade norte-coreana mais influente depois de seu irmão, de acordo com o serviço de espionagem sul-coreano.

Ele zombou dos militares sul-coreanos por avaliar os lançamentos de domingo como lançamentos de mísseis de médio alcance e criticou o Ministério da Unificação da Coreia do Sul por condenar o lançamento do satélite por violar as resoluções do Conselho de Segurança da ONU que proíbem os lançamentos de mísseis balísticos norte-coreanos.

Kim Yo Jong disse que desenvolver um satélite espião é um direito soberano diretamente relacionado à segurança nacional da Coreia do Norte. Ela disse que a Coreia do Norte lutará contra as sanções internacionais e fortalecerá suas capacidades de defesa porque seu direito de existir está ameaçado.

Ele também rejeitou a avaliação do governo sul-coreano de que a Coreia do Norte ainda carece de tecnologias essenciais remanescentes para um ICBM que possa atingir o continente americano – como a capacidade de proteger suas ogivas das duras condições de reentrada atmosférica.

Kim Yo Jong questionou como a Coreia do Norte havia obtido dados de ogivas até pousar em lançamentos anteriores se o país realmente carecia de tecnologia de reentrada.

“Acho melhor que eles parem de falar besteiras, ajam com cautela e pensem duas vezes”, disse ela.

O satélite espião estava entre uma série de sistemas de armas de alta tecnologia que Kim Jong Un disse no ano passado que a Coreia do Norte precisava para lidar melhor com as ameaças militares lideradas pelos Estados Unidos. Outras armas que Kim quer desenvolver incluem ogivas múltiplas, mísseis de longo alcance de combustível sólido, mísseis nucleares subaquáticos, submarinos movidos a energia nuclear e mísseis hipersônicos.

READ  Homem ataca centro de processamento de imigração do Reino Unido em Dover e se mata

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *