Leandro Barbosa espera que Klay Thompson priorize a felicidade na agência gratuita – NBC Sports Bay Area e Califórnia

OAKLAND – Klay Thompson fez inúmeros amigos durante sua carreira na NBA, e um deles, Leandro Barbosa, tem um desejo para a estrela de longa data do Warriors enquanto ele se aproxima da agência gratuita irrestrita.

“Ele precisa estar feliz”, disse Barbosa à NBC Sports Bay Area no fim de semana. “Esta é a coisa mais importante.”

A amizade Barbosa-Thompson se desenvolveu ao longo dos dois anos que passaram como companheiros de equipe no Golden State, a partir de 2014. Eles passaram momentos pessoais juntos, seja malhando fora da temporada ou visitando um parque de diversões na estrada. Barbossa estava no barco de Thompson e voltando para sua casa.

Além disso, Clay se refere a Barbossa, de nacionalidade brasileira, como “hermano”, que significa irmão em espanhol.

Neste caso seria o “Big Brother”. Barbosa, 41, agora assistente técnico do Sacramento Kings, é cerca de oito anos mais velho que Thompson. Talvez seja por isso que ele está disposto a aconselhar sobre a decisão mais importante da carreira de seu amigo.

“Ele vai ter que ser muito paciente”, disse Barbosa. “Espero que ele volte para os Warriors. Não sei qual é a situação, mas vai ser difícil. Sei que o dinheiro (nos contratos da NBA) está subindo e ele estava pensando no dinheiro.”

“Mas acho que ele precisa ser feliz. Acho que isso é o mais importante.”

Dos jogadores veteranos do Golden State – Stephen Curry, Draymond Green, Thompson – Klay é o menos esperado de todos. A alma mais livre. Como solteiro, ele pode seguir seu coração. Ao contrário de Carey e Thompson, não há esposa e filhos a considerar.

READ  Shai Gilgeous-Alexander venceu Luka Doncic no primeiro jogo um dia antes do anúncio do prêmio MVP

E sim, Barbosa está ciente da conversa que aumentou na semana passada, quando Thompson supostamente deixou de seguir os Warriors nas redes sociais. É uma tática comum entre atletas profissionais em busca de contrato e não incomodou ninguém na órbita do Golden State.

Curry e Thompson se estabeleceram como a melhor quadra de defesa ofensiva da história da NBA e estão na pequena lista daqueles considerados a melhor quadra de defesa geral de todos os tempos.

“No final das contas, eles ainda são amigos”, disse Barbosa. “Eles são irmãos, como os Splash Brothers. Começamos isso juntos e eu estava lá. Eu sei quem ele é.”

Por mais que Thompson tenha sido convocado pelo Golden State em 2011, os Warriors são a única família da NBA que ele conheceu. Ele foi crucial para a ascensão da franquia da masmorra à cobertura. Essas batidas são importantes e sempre serão.

Mas não pense nem por um momento que Clay não ficará fascinado por uma nova aventura. A partir do momento em que as negociações de prorrogação terminaram no verão passado, a expectativa era que ele explorasse o mercado.

Se o dólar for uma prioridade, outras equipes provavelmente estariam dispostas a repassar qualquer oferta do Golden State.

Barbosa, que sempre foi franco, também reconhece o que ficou evidente no jogo de Thompson na temporada passada.

“Clay não é mais o que era”, disse Barbosa. “Então, será um processo difícil para ele de agora em diante.

Já se foi o tempo em que Thompson estava entre os melhores alas da NBA, um time defensivo escolhido cujo chute excepcional foi a base de cinco idas consecutivas ao All-Star Game. Ele ainda pode marcar 30 ou 40 gols em uma determinada noite, mas sua frequência e eficiência diminuíram, assim como sua versatilidade defensiva.

READ  Colin Morikawa quebra o recorde de Tiger Woods ao dividir o Tour Championship com Victor Hofland

Por essas razões, Thompson sabe que nunca verá nada parecido com seu contrato expirando, um contrato máximo de cinco anos e US$ 190 milhões. Fontes da liga indicam que ele está buscando uma oferta mínima de três anos.

“Se ele for para um time diferente – e estou apenas oferecendo esse cenário – ele terá que começar tudo de novo”, disse Barbosa. “Se ele ficar, esta é a casa dele. Esta é a casa dele.”

“Então, espero que ele pense e entenda o negócio, qual é o negócio, e siga a partir daí.”

As duas primeiras temporadas de Barbosa com os Warriors terminaram com uma vitória nas finais da NBA de 2015. Sua segunda temporada terminou com 73 vitórias, o recorde da liga, mas ele sofreu uma derrota impressionante nas finais. Após sua última temporada na NBA com o Phoenix Suns, que o adquiriu no draft em 2003, Barbosa retornou à NBA em 2020 como treinador “mentor de jogadores” dos Warriors.

O técnico Steve Kerr, que estava ciente do relacionamento de Barbosa e Thompson, designou LB para se reunir com Clay, que estava se reabilitando após uma cirurgia para reparar uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

A amizade deles dura. Embora Thompson tome sozinho a decisão final sobre seu futuro no basquete, ele está entre aqueles cuja voz ele respeita.

Baixe e siga o Dubs Talk Podcast

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *