O húngaro Varga está em condição estável após lesão – DW – 24/06/2024

A condição do atacante húngaro Barnabas Varga, que sofreu uma lesão grave no segundo tempo da partida de domingo Euro 2024 A Federação Húngara de Futebol anunciou no X, anteriormente no Twitter, que o jogo da fase de grupos entre Escócia e Hungria, em Estugarda, está estável.

“Barnabás Varga sofreu diversas fraturas faciais e uma concussão durante a partida. Provavelmente será submetido a uma cirurgia”, disse a federação, acrescentando que o jogador passará a noite no hospital e que toda a equipe está torcendo por ele.

O que aconteceu durante a partida?

Aos 68 minutos de jogo, o goleiro escocês Angus Gunn colidiu com seus companheiros Anthony Ralston e Varga ao tentar bloquear uma cobrança de falta de Dominik Szoboszlai.

Os jogadores húngaros foram rápidos em apontar que Varga estava em apuros e ficaram visivelmente irritados com o tempo que as equipes médicas levaram para tratar o jogador de 29 anos.

Houve um silêncio atordoante no estádio de Stuttgart. Szoboszlai lutou contra as lágrimas. Após mais de seis minutos de tratamento, Varga foi retirado do campo em uma maca, enquanto lençóis eram levantados para protegê-lo de vista.

O goleiro escocês Angus Gunn e o húngaro Barnabas Varga estão em campo após a colisãoFoto: Matthias Schrader/AP/DPA/Alliance Image

Qual é a condição de Varga?

Pouco depois da vitória da Hungria por 1-0, que os jogadores húngaros dedicaram a Varga, a Federação de Futebol do país confirmou que o seu estado era estável.

Segundo o técnico Marco Rossi, Varga sofreu o que parecia ser uma fratura facial. “Ele provavelmente fará uma cirurgia nas próximas horas porque sofreu uma fratura aqui (aponta para a bochecha e a órbita ocular, é claro, ele não fará mais parte do time).

A Hungria ainda pode esperar qualificar-se como um dos quatro primeiros terceiros classificados. E em mais uma partida do primeiro grupo. Alemanha empatou com a Suíça por 1 a 1 Para vencer o grupo.

READ  Abandonar a lista de 53 jogadores dos Patriots: quem sobreviverá ao dia do corte?

dh/fb (AFP, dpa, SID)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *