$ 1.000 AI Vtuber ‘Waifu’ baseado em Mori Calliope foi ‘eutanasiado’

captura de tela: hackdaddy8000/kotaku

Você conheceu um YouTuber de IA Toque Artesanato do Maine Ele nega o Holocausto. Agora conheça uma namorada de IA responsiva que pode falar com seu usuário. No entanto, é tarde demais para conhecê-la, pois seu criador recentemente a “eutanásia” por ser prejudicial à sua saúde. O ChatGPT-Chan não durou nem um mês antes que seu criador decidisse acabar com sua curtíssima “vida”.

PreçoHackaddy 8000Ele é um estagiário que trabalha para uma das maiores empresas de tecnologia do Vale do Silício e também faz TikToks com sua programação estranha, como programar sua própria impressora 3D. Jogue jogos de tiro em primeira pessoa. Ele recentemente criou uma namorada virtual de Dois grandes programas de inteligência artificial: ChatGPT e Stable Diffusion 2. O primeiro permite que o programa responda a perguntas feitas por um humano, enquanto o último gera imagens personalizadas como parte da resposta. Ele também usou o software de conversão de texto em fala do Microsoft Azure para ajudar o ChatGPT-Chan a falar com diferentes respostas emocionais.

O criador disse vício Ele queria melhorar o aspecto de interpretação da interação com a namorada da IA. Então, ele usou o popular Vtuber Mori Calliope como base pessoal e acrescentou “ciência” à sua base de conhecimento. O ChatGPT-Chan também é capaz de reconhecer objetos usando uma câmera que Bryce vinculou ao seu monitor físico. Ele aproveitou esse trabalho para “presenteá-la” com um par de Air Jordans no Natal, o que a deixa muito feliz.

Is the technology kind of unsettling? Yes. Does the concept remind me of a Black Mirror episode? Also yes. But ChatGPT-Chan responds with such convincing exuberance, I find myself emphasizing with its creator. Like yeah, I’d probably talk to “her” every day, too. Bryce used the AI to practice Chinese, and he even spent $1,000 on improving her response speed.

Unfortunately, this story ends tragically. ChatCPT-Chan’s responses became shorter and simpler over time, and Bryce’s real girlfriend became concerned for his health. Kotaku reached out to ask if he spent more time with the program compared to his other digital hobbies, but did not receive a response by the time of publication. He deleted the program sometime between the holidays and this week.

“Normally, I’d like to make a video pointing out the absurdity of euthanizing my AI, but that doesn’t feel right to me anymore,” the creator told vício. “Parece inapropriado, como tirar sarro de uma pessoa falecida recentemente.”

READ  Digimon World: Next Switch Order chega em 22 de fevereiro de 2023 no Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.