Adele diz a seus fãs para ‘calarem a boca’ depois do irritante Mês do Orgulho

Adele Kevin Mazur / Getty Imagens para M

Adele Ele é um orgulhoso aliado da comunidade LGBTQIA+ e não está aqui pelos haters.

Durante o show da cantora no sábado, 1º de junho, em Las Vegas, ela se dirigiu ao público entre as músicas quando foi interrompida por um questionador gritando: “Orgulho é uma merda!”

Adele (36 anos) silenciou imediatamente o público.

“O que foi isso? Você acabou de dizer ‘Orgulho é uma merda?’” Adele disse no sábado, por Mídia social Capturas de tela. “Você veio ao meu maldito programa e apenas disse que orgulho é uma merda? Você é estúpido? Não seja tão bobo.”

Ela continuou: “Se você não tem algo legal para dizer, cale a boca, ok?”

Sábado foi o primeiro dia do Mês do Orgulho, uma celebração anual para membros da comunidade LGBT. Embora junho muitas vezes honre o Orgulho com uma série de festas e desfiles, ele se baseia em algo mais profundo.

“Orgulho é protesto” Billy Porterque é contado exclusivamente publicamente Nós semanalmente Mês passado. “É hora dos idosos lembrarem as crianças sobre isso [a] Ele se opõe. Não é apenas uma festa. Acredite, eu acredito na festa. você tem que. E [also] Entre em contato com seus representantes locais [and] Envolva-se no governo local. Votem em vadias.

A primeira celebração do Orgulho LGBT foi realizada em homenagem aos motins de Stonewall de 1969, uma série de protestos pela libertação gay, na cidade de Nova York.

Adele, por sua vez, é uma aliada de longa data da comunidade.

“Recebo muitas mensagens de pessoas me dizendo que eu as deixo muito felizes por serem elas mesmas e que elas se sentem muito confortáveis ​​com quem são, o que eu amo”, disse ela. Fora Magazine em 2015, e revelou que certa vez recebeu uma mensagem de um fã adolescente sobre o uso de sua música para expressar amigos. “Ele estava apaixonado por alguém na escola, mas não era assumido. Ele ouviu ‘Someone Like You’ e conversou com seu melhor amigo e depois com o garoto de quem gostava, e descobriu que ele também era gay, e agora eles estão juntos – ele tem quase 15 anos. Então, não comecei a chorar.”

Um ano depois, Adele homenageou as vítimas do tiroteio mortal na boate gay Pulse, em Miami, durante um show na Bélgica.

“Gostaria de começar esta noite dedicando todo este show a todos da boate Orlando e Pulse”, disse ela entre lágrimas durante seu show em junho de 2016. “A comunidade LGBTQA é como minha alma gêmea desde que eu era muito jovem, então fiquei muito emocionado com eles.”

READ  Os eleitores do 'The Voice' vão 'direto para o meio' com primeiros resultados ao vivo decepcionantes para a 22ª temporada

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *