Argentina pagará importações chinesas em yuans em vez de dólares

Na quarta-feira, o governo argentino anunciou que a Argentina começaria a pagar as importações chinesas em yuans em vez de dólares, em uma medida destinada a aliviar as reservas cada vez menores de dólares do país.

Um comunicado do governo disse que em abril pretende ter cerca de US$ 1 bilhão em importações chinesas pagas em yuans em vez de dólares, após o que cerca de US$ 790 milhões em importações mensais serão pagas em yuans.

A decisão visa facilitar o fluxo de dólares para o exterior, disse o ministro da Economia da Argentina, Sergio Massa, durante evento após encontro com o embaixador chinês, Zhou Xiaoli, e com empresas de diversos setores.

A decisão ocorre no momento em que o país sul-americano enfrenta níveis críticos de suas reservas em dólares em meio a uma queda acentuada nas exportações agrícolas devido a uma seca histórica, bem como à incerteza política antes das eleições deste ano.

Em novembro do ano passado, a Argentina expandiu os swaps cambiais com a China em US$ 5 bilhões, em um esforço para aumentar as reservas internacionais da Argentina.

Massa acrescentou que o acordo permitiria à Argentina “trabalhar a possibilidade” de aumentar a taxa de importações, com pedidos de importação denominados em yuan aprovados em 90 dias, em vez dos 180 dias padrão.

(Reportagem de Walter Bianchi). Edição por Sarah Moreland

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

READ  440 reservistas russos foram mortos na Ucrânia depois que oficiais fugiram, diz soldado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *