Dezenas de pessoas foram mortas e suspeitas de terem sido incendiadas no Japão

TÓQUIO – Um incêndio na sexta-feira no quarto andar de um movimentado prédio comercial na maior cidade do oeste do Japão, Osaka, matou pelo menos 27 pessoas. A polícia estava investigando se o incêndio poderia ter sido iniciado.

O incêndio foi relatado pela primeira vez às 10h20 e foi extinto 20 minutos depois. A emissora nacional NHK informou que equipes de resgate podem ser vistas carregando pessoas do prédio em macas. Um sobreviveu, disse a emissora.

O incêndio começou em uma área de cerca de 200 pés quadrados de um prédio de oito andares localizado próximo à maior estação ferroviária da cidade portuária. No quarto andar, onde acredita-se que o incêndio tenha começado, ficava um hospital médico especializado em clínica médica e psiquiatria.

Policiais contaram ao NHK, uma testemunha, uma testemunha, um pouco de fogo, uma pessoa de 60 anos.

Com relatos de possíveis incêndios catastróficos, o incêndio imediatamente veio à mente, em 2019, quando um estúdio do animus pegou fogo em Kyoto, outra cidade no oeste do Japão. Foram mortos 33 pessoas e dezenas ficaram feridas.

Antes disso, o último grande incêndio no edifício Downtown na cidade japonesa ocorreu na área de Shinjuku, em Tóquio, há duas décadas. 44 pessoas morreram enquanto tentavam escapar de uma escada bloqueada.

Em declarações à NHK, Ai Sekizawa, especialista em incêndio da Universidade de Ciência de Tóquio, disse que o incêndio foi “chocante” na sexta-feira.

“Não sabemos os detalhes ainda, mas às vezes há apenas uma escada de emergência em muitos pequenos edifícios inquilinos”, disse ele, acrescentando que incêndios perto da saída podem ter causado asfixia ou inalação de fumaça enquanto as pessoas tentavam escapar.

READ  Telescópio James Webb da NASA abre vidro dourado no espaço

Hikari Hida Relatório contribuído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *