Eagles contratam Kellen Moore, ex-assistente dos Cowboys, como coordenador ofensivo – NBC Sports Philadelphia

Os Eagles se tornaram o maior candidato para preencher a vaga de coordenador ofensivo.

Kellen Moore, que treinou os Cowboys para três rankings ofensivos entre os seis primeiros em quatro anos em Dallas, será o novo coordenador ofensivo dos Eagles, informou Adam Schefter da ESPN na noite de sábado.

Moore foi nomeado coordenador ofensivo na temporada passada, substituindo Brian Johnson, que foi demitido após três anos nos Eagles. Moore será o terceiro coordenador ofensivo dos Eagles em três anos.

Moore passou o ano passado como OC no Chargers sob o comando de Brandon Staley, que foi demitido no mês passado e contratado pelo ex-técnico do Michigan, Jim Harbaugh.

Nick Siriani disse na quarta-feira que quem quer que ele contrate como coordenador ofensivo trará seu próprio esquema e estrutura, em vez de convocar jogadas dentro do ataque de Siriani.

“Estamos trazendo um cara para fazer coisas que ele fez no passado e trazer novas ideias”, disse ele na quarta-feira. “Seria uma loucura não incluir aqui algumas das coisas que fizemos no passado.

“Estamos trabalhando para conseguir o melhor cara aqui para o trabalho e um cara com visão, um cara que vai comandar as jogadas, um cara que vai ser treinador de zagueiro. Eu decidirei para onde isso vai, mas acho que ele é um contratado para fazer o trabalho e ficar no comando do ataque.

Os Eagles terminaram em sétimo lugar na NFL em pontuação na temporada passada. Eles marcaram menos de 20 pontos em cinco dos últimos sete jogos, e os Eagles marcaram apenas nove pontos na derrota como wild card em Tampa.

Moore, de 35 anos, passou seis temporadas com os Lions (2012-14) e os Cowboys (2015-17) antes de iniciar sua carreira como treinador de quarterbacks dos Cowboys em 2018. Um ano depois, foi promovido a coordenador ofensivo e ocupou o cargo de 2019 a 2022.

READ  USC e UCLA se juntam ao Big Ten: Live News enquanto os poderes do Pack-12 iniciam mais reestruturação da conferência

Os Cowboys terminaram em 6º, 17º, 1º e 4º nos quatro anos de Moore no ataque, o primeiro sob o comando de Jason Garrett e três sob o comando de Mike McCarthy. Curiosamente, Johnson e Moore treinaram Dak Prescott no Mississippi State – Johnson e Moore com os Cowboys.

Depois que os Cowboys perderam por 19-12 para os 49ers em uma semifinal de conferência em Santa Clara no ano passado, os Cowboys e Moore se separaram. Um dia depois, ele foi contratado pelos Chargers, e em sua única temporada em Los Angeles os Chargers foram 5-12 e terminaram em 21º.

Kellen é um dos três candidatos conhecidos para o cargo. O ex-técnico do Cards, Kliff Kingsbury, e o técnico dos quarterbacks do Texans, Jerrod Johnson, também foram entrevistados. Todos os três são grandes colegiais universitários.

Isso mostra o quão importante essa contratação foi para Jalen Hurts, que teve desempenho inferior sob o comando de Johnson, que foi treinado no ensino médio pelo pai de Hurts.

“É muito importante que esses dois caras trabalhem de mãos dadas para garantir que voltaremos onde precisamos estar”, disse Siriani.

Durante os quatro anos de Moore como coordenador ofensivo e responsável pelo jogo em Dallas, os Cowboys tiveram média de 27,7 pontos por jogo – o segundo maior na NFL, atrás dos 28,8 dos Chiefs. Em seus cinco anos como treinador de QBs ou OC em Dallas, eles tiveram o quarto maior número de jardas de passes na NFL, com 256 por jogo.

O único tempo de jogo de Moore na NFL ocorreu no final da temporada de 2015 com os Cowboys.

Com Tony Romo lesionado e Brandon Weeden e Matt Cassel lutando, Moore jogou os últimos três jogos, começando dois, e lançou quatro touchdowns e seis interceptações contra os Jets, Bills e Washington. Ele arremessou 435 jardas com três TDs em sua última aparição na NFL contra o Washington. Moore é o primeiro técnico ou coordenador ofensivo ou defensivo na história dos Eagles a ter jogado ou treinado com os Cowboys em qualquer momento antes de ingressar nos Eagles.

READ  Trump cancelou uma coletiva de imprensa na cerimônia de aniversário de 6 de janeiro a pedido de conselheiros

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *