Mais de 1,5 milhão de pessoas fugiram da Ucrânia para países vizinhos

Corredores humanitários nas cidades de Mariupol e Volnovoka, no sudeste da Ucrânia, serão reabertos hoje, informou a agência de notícias estatal russa TASS.

Algumas dúvidas cresceram sobre as rotas desde que as autoridades ucranianas suspenderam no sábado a evacuação de civis, citando as violações do cessar-fogo da Rússia.

“Pela manhã, os corredores humanitários serão reabertos em Mariupol e Volnovoka”, disse Edward Pasur, vice-presidente do chamado Exército Popular da República Popular de Donetsk, a repórteres TASS.

Seu prefeito disse no sábado que os civis na cidade portuária ucraniana afetada de Mariupol ficaram presos sem eletricidade e água e não conseguiram recuperar os mortos, acusando a Rússia de tentar “crise” a cidade fechando rotas de evacuação aprovadas.

A Rússia concordou com um cessar-fogo no sábado para permitir que os civis evacuem com segurança de Mariupol e Volnovoka, onde os moradores sofreram bombardeios pesados ​​e indiscriminados.

Mas os despejos foram interrompidos e as autoridades ucranianas acusaram a Rússia de violar o acordo ao retomar seus ataques, com milhares de civis no local descrevendo a situação como cada vez mais terrível.

Outra tentativa de abrir uma passagem humanitária ao público na cidade de Mariupol começará às 12h, horário local (5h ET), disse o governador da região de Donetsk, Pavlo Girilenko, no domingo em sua conta oficial no Twitter.

Kyrylenko disse que o cessar-fogo entrará em vigor das 10h às 21h de domingo, horário local.

READ  As autoridades ucranianas divulgaram um novo vídeo de dentro da usina nuclear de Zaporizhia após o ataque

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.