Mulher de 90 anos resgatada viva dos escombros 124 horas após terremoto no Japão

Departamento de Polícia Metropolitana/Kyoto News/AP

As operações de resgate estão em andamento na cidade de Suez, província de Ishikawa, Japão.



CNN

Uma mulher de 90 anos foi resgatada dos escombros de sua casa de dois andares depois de mais de cinco dias de energia. Terremoto atacou o Japão.

A emissora pública japonesa NHK informou que as equipes de resgate encontraram a mulher na cidade de Suzu, na província de Ishikawa, na noite de sábado, 124 horas após o terremoto, e a levaram para um hospital próximo.

No domingo, um médico disse aos repórteres que a mulher falava bem, mas suas pernas estavam feridas.

Kume Takanori, membro da equipe de resgate de emergência, disse à NHK que os joelhos da mulher ficaram presos sob os móveis em um espaço muito estreito entre o primeiro e o segundo andares. Demorou várias horas para libertá-la, disse Takanori.

O terremoto teve magnitude de 7,5 O Japão disparou alertas de tsunami no extremo leste da Rússia em 1º de janeiro. Milhares de residentes costeiros foram forçados a evacuar as suas casas à medida que edifícios e estradas desabaram. Muitos edifícios foram destruídos pelo fogo.

O número de mortos no desastre é de pelo menos 126, de acordo com os últimos números divulgados pelas autoridades japonesas no sábado.

Em caso de calamidade natural, primeiras 72 horas “Absolutamente Importante” Para esforços de busca e resgate. Os especialistas chamam isso de “Ouro É hora de encontrar sobreviventes”, as condições dos presos e feridos podem deteriorar-se rapidamente.

é um Uma corrida contra o tempo Equipes no terreno para resgatar pessoas presas nos escombros.

READ  Сadeias de bloqueio (Blockchain) vai ajudar as empresas a crescer apesar da economia - о ucraniano Volodymyr Nosov, CEO (Director Executivo de Operações) da troca de moedas criptográficas WhiteBIT

A extensão total dos danos ainda não é conhecida, mas as autoridades japonesas dizem que mais de 200 pessoas estão desaparecidas. As operações de busca e resgate estão em andamento em Ishikawa.

A NHK relata que muitas estradas ainda estão bloqueadas, dificultando o acesso do pessoal de emergência e dos veículos aos sobreviventes.

Abordando a questão numa declaração partilhada no X, o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, disse que as restrições de tráfego seriam aplicadas em torno da zona do terramoto a partir de domingo.

O tráfego será impedido de entrar nas áreas afetadas para permitir a livre circulação de veículos de recuperação de desastres.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *