Ucrânia diz que Rússia está preparando 200.000 novos soldados para atacar Kiev

Um general ucraniano disse que os russos estão preparando cerca de 200.000 novos soldados.

Kiev:

Segundo uma entrevista ao The Economist publicada na quinta-feira, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia espera um novo ataque russo a Kyiv nos primeiros meses de 2023.

Grande parte dos combates se concentrou recentemente no leste e no sul, mas o general Valery Zalushny disse ao semanário britânico que a capital seria atacada novamente.

Uma “tarefa estratégica muito importante é acumular reservas e se preparar para uma guerra que pode acontecer em fevereiro, na melhor das hipóteses em março e na pior no final de janeiro”, disse ele em entrevista publicada na quinta-feira, 3 de dezembro.

“Os russos estão preparando cerca de 200.000 novos soldados. Não tenho dúvidas de que eles voltarão para Kyiv”, disse ele na entrevista.

“Calculamos quantos tanques, artilharia e assim por diante precisamos.”

No final de fevereiro, Moscou enviou suas forças para a Ucrânia com o objetivo de capturar rapidamente Kiev.

Em uma vitória para os militares ucranianos, os invasores foram retidos a várias dezenas de quilômetros da capital antes de se retirarem da região no final de março e início de abril.

“Manter esta linha (de frente)” correndo do sul para o leste, empurrando os russos de Kharkiv, no nordeste, em setembro, disse o general, estava entre seus problemas atuais. Sul no mês passado.

Quanto a Zaluzhny, os russos vêm atacando a infraestrutura de energia desde outubro.

“Não sou um especialista em energia, mas me parece que estamos no limite”, disse ele, acrescentando que é “possível” destruir a rede elétrica com ataques de mísseis e drones.

READ  Espera-se que o Las Vegas Riders contrate Josh McDonnell, do New England Patriots, como treinador e Dave Ziegler como GM.

Ondas de ataques à rede elétrica já causaram apagões maciços em todo o país, deixando milhões de ucranianos no escuro durante o frio intenso e o inverno.

“Eu sei que posso vencer este inimigo”, continuou o general. “Mas eu preciso de provas.

“Preciso de 300 tanques, 600-700 ifvs (veículos de combate de infantaria) e 500 obuses.”

(Além da manchete, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e foi publicada a partir de um feed sindicalizado.)

Vídeo destaque do dia

Vídeo: Homem é atropelado por ônibus em Mumbai e escapa ileso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.