Uma espaçonave chinesa pousa no outro lado da lua

Poucas horas depois que a NASA teve que Lançamento na Flórida cancelado Pela segunda vez a bordo de um Boeing Starliner, uma espaçonave chinesa pousou no lado oculto da Lua no domingo para coletar amostras de solo e rochas que poderiam fornecer informações sobre as diferenças entre a região menos explorada e o lado mais próximo, mais famoso.

A Administração Espacial Nacional da China disse que o módulo de pouso pousou às 6h23, horário de Pequim, em uma enorme cratera conhecida como Bacia Antártica-Aitken.

Esta missão é a sexta do programa de exploração lunar Chang’e, em homenagem à deusa chinesa da lua. Este é o segundo projetado para retornar amostras, depois do Chang’e 5, que o fez do lado próximo em 2020.

O programa lunar faz parte de uma rivalidade crescente com os Estados Unidos – que continua a ser líder na exploração espacial – e outros países, incluindo o Japão e a Índia. A China colocou a sua própria estação espacial em órbita e envia regularmente tripulações para lá.

ARQUIVO – Esta foto fornecida pela Administração Espacial Nacional da China em 12 de janeiro de 2019 via Agência de Notícias Xinhua mostra o módulo lunar Chang’e-4 em uma imagem tirada pelo rover Yutu-2 em 11 de janeiro. Está a preparar-se para lançar uma sonda lunar na sexta-feira, 3 de maio de 2024, para aterrar no lado oculto da Lua e regressar com amostras que poderão fornecer informações sobre diferenças geológicas e outras entre a região menos explorada e o lado próximo conhecido. .

Administração Espacial Nacional da China/Agência de Notícias Xinhua via AP, arquivo


A potência global emergente pretende enviar um ser humano à Lua antes de 2030, tornando-se o segundo país depois dos Estados Unidos a fazê-lo. A América está planejando pousar astronautas na Lua novamente – pela primeira vez em mais de 50 anos – embora a NASA tenha adiado a data prevista para 2026 no início deste ano.

Os esforços dos EUA para usar foguetes privados para lançar naves espaciais foram repetidamente adiados. Um problema de última hora no computador forçou o cancelamento do lançamento programado do primeiro voo de astronauta da Boeing, no sábado, a partir do Cabo Canaveral. O Boeing Starliner, transportando dois astronautas com destino à Estação Espacial Internacional, estava a menos de quatro minutos da decolagem quando o sistema de computador emitiu uma espera automática. A NASA disse inicialmente que tentaria outro lançamento no domingo, antes de adiar o possível lançamento pelo menos até quarta-feira.

No mês passado, problemas Com válvula de alívio de pressão No foguete Atlas 5 da Starliner, ao longo de um Vazamento de hélio No módulo de propulsão da cápsula, a tentativa de lançamento no dia 6 de maio foi abortada.

O primeiro voo de teste Starliner é a resposta da Boeing ao Crew Dragon da SpaceX, uma espaçonave já operacional e mais barata que transportou 50 astronautas, cosmonautas e civis em órbita em 13 voos, 12 deles para a estação espacial, desde o voo de teste inicial em maio. 2020.

No início do sábado, um bilionário japonês cancelou seu plano de orbitar a Lua devido à incerteza sobre o desenvolvimento de um enorme foguete pela SpaceX. A NASA planeja usar o foguete para enviar seus astronautas à lua.

Na atual missão na China, o módulo de pouso usará um braço mecânico e uma broca para coletar até 4,4 libras de material superficial e subterrâneo durante cerca de dois dias.

Em seguida, um ascensor no topo do módulo de pouso levará as amostras em um recipiente metálico a vácuo para outro módulo que orbita a lua. O contêiner será transferido para uma cápsula de reentrada que está programada para retornar à Terra nos desertos da região da Mongólia Interior, na China, por volta de 25 de junho.

As viagens para o outro lado da Lua são mais difíceis porque ela não está voltada para a Terra, exigindo um satélite para manter as comunicações. O terreno também é mais acidentado, com áreas de terreno menos planas.

READ  A SpaceX tentará novamente lançar 23 satélites Starlink em 30 de outubro após o sistema de teste ser abortado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *