Administrador da NASA elogia o sucesso do Chandrayaan-3 na Índia

O diretor da NASA disse que a Índia merece todos os elogios por esta conquista.

Bombaim:

Apontando o sucesso da Índia na missão Chandrayaan-3, o administrador da NASA, Bill Nelson, disse na sexta-feira que a Índia fez algo que nenhum outro país fez e merece todos os elogios por esta conquista.

“Parabéns à Índia. Você pousou primeiro em torno do Pólo Sul da Lua. Teremos um módulo de pouso comercial que pousará no próximo ano, mas a Índia foi a primeira. Outros tentaram, outros falharam. Mas a Índia teve sucesso. Você merecem tudo”, disse ele ao falar aos repórteres em Mumbai. Elogios por essa conquista. “Isso é muito importante.”

Nelson também mencionou a missão NISAR, observando que com os quatro principais observatórios concluídos, um modelo composto completo em 3D será preparado para ver o que está acontecendo com a Terra.

“Este é um grande observatório que estamos implementando em colaboração com o governo indiano. Existem quatro observatórios principais. Assim que chegarmos a todos os quatro observatórios, juntamente com as 25 espaçonaves que já estão em órbita, teremos uma composição 3D completa modelo exato do que está acontecendo com a Terra. Queremos preservar “Nossa pátria”.

Ele acrescentou: “O primeiro desses grandes observatórios é o Nazar. Ele observará todas as superfícies da Terra. Verá quaisquer mudanças na água, na terra e no gelo. Esse será outro conjunto de dados que nos ajudará.” “Entendendo o que está acontecendo com a Terra… essa missão está chegando na primeira parte do próximo ano. O foguete foi fornecido pela Agência Espacial Indiana, e então construímos a espaçonave juntos… e ela está sendo preparada em Bangalore na ISRO .”

READ  Asteróide 2023 DZ2 de 200 pés passará perto da Lua

A NISAR, uma missão conjunta de observação da Terra entre a NASA e a ISRO, ajudará os investigadores a explorar como as mudanças nos ecossistemas florestais e pantanosos afetarão o ciclo global do carbono e influenciarão as alterações climáticas.

O NISAR também é uma missão conjunta entre a NASA e a ISRO e, quando estiver em órbita, os seus avançados sistemas de radar irão varrer quase todas as superfícies terrestres e geladas duas vezes a cada 12 dias. Os dados coletados ajudarão os pesquisadores a compreender duas funções principais de ambos os tipos de ecossistemas: captura e liberação de carbono.

O satélite NISAR, equipado com sistemas de radar avançados, irá varrer quase todas as superfícies terrestres e geladas duas vezes a cada 12 dias. Os dados recolhidos ajudarão os investigadores a compreender como o carbono é capturado e libertado nestes ecossistemas.

O diretor da NASA afirmou que irão novamente à Lua, e desta vez serão acompanhados pelos seus parceiros internacionais e terão uma tripulação internacional na primeira missão com astronautas à Lua.

“Bem, há uma grande oportunidade no futuro para expandir o investimento comercial da Índia. Agora na NASA, temos parceiros comerciais, então, por exemplo, voltaremos à Lua, mas desta vez voltaremos com os nossos parceiros comerciais. ” “E vamos com nossos parceiros internacionais. Na primeira missão com astronautas à Lua, que será daqui a um ano, ela terá uma tripulação internacional. Portanto, os esforços comerciais são uma grande parte do nosso programa espacial, e isso irá será o mesmo aqui na Índia também”, acrescentou. “.

Na quinta-feira, Nelson visitou o Ur Rao Satellite Center (URSC) em Bengaluru, onde o satélite NASA-ISRO Synthetic Aperture Radar (NISAR) está sendo testado antes de seu lançamento programado para 2024.

READ  Estudo sugere que a circulação de 'água cerebral' pode significar que nossos cérebros usam aritmética quântica: ScienceAlert

O chefe da NASA está em visita à Índia e também interagiu com alunos do Museu Industrial e Tecnológico Visvesvaraya (VITM) em Bengaluru na quarta-feira.

(Exceto a manchete, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e é publicada a partir de um feed distribuído.)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *