Autoridades liberianas anunciaram oficialmente Boakai como presidente eleito dias após a renúncia de Weah

MONROVIA, Libéria (AP) – As autoridades eleitorais na Libéria declararam formalmente na segunda-feira Joseph Boakai o presidente eleito, três dias depois de o atual presidente George Weah ter admitido a derrota com base nos resultados provisórios de um segundo turno.

Segundo a Comissão Nacional Eleitoral, Boakai obteve 50,64% dos votos no segundo turno, enquanto Weah recebeu 49,36%.

“Chegamos ao ponto em que nos prepararemos para a transição, iniciaremos o plano de posse e, ao mesmo tempo, iniciaremos as atividades de governo”, disse Boakai, 78 anos, ex-vice-presidente, momentos depois de sua vitória ter sido oficialmente anunciada.

Weah, uma antiga estrela do futebol internacional, foi elogiado no país da África Ocidental e não só pela sua decisão de admitir a derrota em vez de contestar o resultado em tribunal.

“Este é um momento de graça na derrota, um momento de colocar o nosso país acima do partido e o patriotismo acima do interesse próprio”, disse Weah no seu discurso de concessão na sexta-feira. Ele disse que sua carreira política ainda não acabou.

Em 2017, ele derrotou facilmente Weah Bukai no segundo turno com 60% dos votos. No entanto, a sua popularidade diminuiu posteriormente devido à escalada dos problemas económicos da Libéria.

Noutros lugares, têm aumentado as preocupações sobre o declínio da democracia na África Ocidental. A região testemunhou uma onda de golpes militares ao longo dos últimos anos, incluindo o golpe no Gabão no início deste ano, na sequência das eleições presidenciais.

READ  O Ministério da Saúde de Gaza disse que pelo menos 20 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no bombardeio enquanto esperavam por ajuda alimentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *