Dezenas de mortos em incêndio em fábrica em Anyang, na China China

36 pessoas morreram e duas estão desaparecidas após incêndio em fábrica no centro do país Chinainformou a mídia estatal, citando autoridades locais.

O incêndio começou em uma fábrica na cidade de Anyang, província central de Henan, na tarde de segunda-feira, informou a agência de notícias estatal chinesa Xinhua na terça-feira, sem compartilhar mais detalhes.

A mídia estatal disse que os serviços de resgate receberam relatos de um incêndio começando às 16h22, na Kaixinda Trading Co Ltd, no distrito de Wenfeng, ou ‘zona de alta tecnologia’, na cidade de Anyang. “Depois de receber o alarme, o destacamento municipal de resgate de incêndio imediatamente enviou tropas ao local”, informou a CCTV.

“A segurança pública, resposta a emergências, administração municipal e unidades de abastecimento de energia correram ao local ao mesmo tempo para realizar trabalhos de emergência e salvamento”, acrescentou, acrescentando que o incêndio foi extinto por volta das 23:00.

Além dos mortos e desaparecidos, dois estão no hospital com ferimentos não fatais, informou a CCTV.

As autoridades disseram que dois “suspeitos de crimes” foram detidos em conexão com o incêndio, mas não forneceram mais detalhes.

Acidentes industriais são comuns na China devido aos padrões de segurança precários e à corrupção entre os funcionários encarregados de aplicá-los.

Em junho, uma pessoa morreu e outra ficou ferida em uma explosão em uma fábrica de produtos químicos em Xangai. Um incêndio na planta petroquímica da Sinopec em Xangai, no remoto distrito de Jinshan, enviou espessas nuvens de fumaça sobre uma vasta área industrial, com três focos de incêndio ocorrendo em locais separados.

No ano passado, uma explosão de gás matou 25 pessoas e reduziu vários prédios a escombros na cidade central de Xi’an.

READ  Na ONU, EUA alertam Rússia contra planejamento de invasão da Ucrânia nos 'próximos dias'

Em março de 2019, uma explosão em uma fábrica de produtos químicos em Yancheng, localizada a 260 quilômetros (161 milhas) de Xangai, matou 78 pessoas e destruiu casas em um raio de vários quilômetros.

Quatro anos atrás, uma grande explosão no norte de Tianjin em um depósito de produtos químicos matou 165 pessoas, um dos piores acidentes industriais da China.

Com AFP e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.